Como obter visto para a China

monumento turístico na china

Como obter visto para a China

A China é um destino cada vez mais procurados por turistas de todo o mundo e principalmente por brasileiros.

Palco de uma das sete maravilhas do mundo, a Muralha da China, o número de visitantes só cresce e até 2030 a previsão é de que esse país se torne o destino mais visitado do mundo, deixando para trás a atual líder nesse ranking, a França.

Se você está planejando uma viagem para o país mais populoso do mundo, você irá precisar de um visto para entrar no país.

Tipos de visto

Assim como o visto americano, o visto chinês também deve ser solicitado de acordo com a finalidade da sua viagem. O visto mais comum é o visto de turismo, que permite a entrada e circulação no país por até 90 dias, renováveis pelo mesmo período.

Você também pode solicitar visto de trabalho, estudo, negócios, trânsito, permanência na China e visita a parente cidadão chinês ou estrangeiro com visto de permanente no país.


Parcele taxa consular e serviço Porto Vistos


rua com estabelecimentos comerciais na china

O que é preciso para obter o visto

Para solicitar o visto chinês você deve apresentar seus documentos pessoais, junto a comprovação da viagem.
Os documentos que devem ser apresentados são: cópia das passagens aéreas e da reserva de hotel impressos, roteiro de viagem, documentos pessoais, formulário preenchido e passaporte com pelo menos 6 meses de validade.

Estrangeiros residentes no Brasil devem apresentar também o Registro Nacional de Estrangeiros (original e cópia).
O visto emitido é válido por 5 anos para permanência de até 180 dias por ano na China (90 dias renováveis por mais 90).

Hong Kong e Macau

Se você pretende incluir na sua viagem um desses destinos, saiba que irá precisar de um visto específico para cada uma dessas regiões.

Apesar de Hong Kong e Macau estarem localizadas no território chinês, são consideradas regiões administrativas diferentes e por isso exigem vistos a parte do visto chinês.

Se você irá somente para essas regiões, não irá precisar do visto chinês. Porém, se irá em mais alguma cidade além dessas, precisará do visto chinês e do visto para a região que pretende visitar.

templo chinês

Entrada sem visto na China

Com o objetivo de estreitar as relações da China com o Brasil, os dois países firmaram um acordo que permite a permanência de brasileiros em território chinês por até 6 dias sem a emissão de visto.

Mas atenção: essa isenção é válida somente para as cidades de Pequim (Beijing) e Tianjin e a província de Hebei, no norte da China. E a isenção só é válida para quem chega e sai pelo aeroporto Internacional de Pequim, Xangai ou Chengdu.

Essa facilitação visa facilitar a passagem de turistas em conexão para outro país ou região. Por isso, para usufruir dessa entrada e permanência, você precisa estar com data e assento confirmados em um voo. Não é permitido sair da província que você desembarcou se não tiver o visto chinês.

Assessoria para visto

Os Consulados são responsáveis por analisar e emitir os pedidos de visto. Cada solicitação é revisada com cuidado e um pequeno erro na hora de preencher um documento ou na apresentação de comprovantes pode custar a sua viagem.

Por isso, conte com a assessoria de quem é especialista. A Porto Vistos auxilia você em todo o processo de solicitação de visto, preenchendo formulários e revisando documentos a serem enviados, a fim de minimizar as chances de negativa de visto.

¹ Nota de esclarecimento: os procedimentos e regras sofrem constante alterações. O conteúdo desta página pode estar desatualizado. Favor confirmar informações por telefone ou e-mail.